terça-feira, 18 de junho de 2013

ANTES TARDE DO QUE NUNCA

Reivindicações vão de preço do transporte público a custos da Copa.
Poucas cidades registraram confrontos com a polícia e vandalismo.





Mais de 250 mil pessoas saíram às ruas nesta segunda-feira (17) pelo país para protestar contra o aumento das tarifas de transporte, a violência urbana, os custos da Copa do Mundo, a precariedade do serviço público, entre outras reivindicações. Manifestações aconteceram em 12 capitais e ao menos 14 cidades do interior.
A maioria foi pacífica. Mas, em algumas cidades, uma minoria radical causou vandalismo e protestos acabaram em confronto com a polícia. No Rio de Janeiro, manifestantes deixaram um rastro de destruição na Assembleia Legislativa (Alerj). Um vídeo registrou policiais encurralados e agredidos a pedras e chutes por um grupo. PMs também foram flagrados dando tiros de fuzil para o alto. Ao todo, 100 mil manifestantes foram às ruas no Rio.
Em São Paulo, o quinto e maior protesto em duas semanas causou a interdição de importantes vias, como a Marginal Pinheiros, a Avenida Paulista e a Ponte Estaiada. A manifestação reuniu cerca de 65 mil pessoas e foi considerada pacífica até um grupo tentar invadir o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo. A polícia reagiu com bombas de efeito moral e gás de pimenta e impediu o ato.
Em Brasília, os participantes invadiram a marquise do Congresso Nacional. Em Porto Alegre, manifestantes foram presos após depredarem mais de 50 contêineres e incendiarem ônibus. Em Belo Horizonte, houve confronto na Praça Sete. Em Fortaleza, o hotel da Seleção Brasileira foi alvo dos manifestantes.
Maceió, Vitória, Salvador, Belém, Curitiba e Recife também registraram protestos. Outras cidades do Brasil foram palco de manifestações. 
Fonte: G1
Em fim, O Gigante despertou! O povo com toda a sua força manifestou-se contra mais do que inicialmente foi ventilado pela mídia, a saber, o aumento da passagem, não, é muito mais do que isso. O povo vai às ruas para criticar todo o sistema, toda pouca vergonha acumulada pelos governos no decorrer de muito tempo.
Um movimento histórico, muito semelhante as nossas manifestações de Bombeiros realizadas em 2011, porém de dimensões maiores, de uma beleza ímpar, simplesmente emocionante. Todo o país num coro só, contra os maus, que se escondem atrás dos seus cargos políticos e trabalham dia após dia para enganar e  roubar o povo.
Lamentamos pelos cidadãos que foram feridos pela truculência das ações de alguns policiais, até armas letais foram utilizadas para ferir aqueles, que lutavam por dignidade e justiça, caracterizando assim, uma atitude de vandalismo, sendo que do Estado para com o povo.
Povo brasileiro, vamos avançar, mansos, pacíficos e ordeiros. Contra toda sujeira, toda a mentira, vamos mostrar ao mundo que neste país existem pessoas de bem, que não coadunam com as artimanhas deste sistema hipócrita. JUNTOS SOMOS FORTES E SEREMOS UMA GRANDE NAÇÃO.





Nenhum comentário:

Postar um comentário