segunda-feira, 20 de maio de 2013

E O ARROXO CONTINUA...

U Uma das novas vans autorizadas a circular pela cidade: itinerário fixo, logotipo da prefeitura e obrigatoriedade de aceitar o Bilhete Único Foto: Rafael Moraes / O Globoma das novas vans autorizadas a circular pela cidade: itinerário fixo, logotipo da prefeitura e origatoriedeitar o Bilhete Único Rafael Moraes / O Globo


Restrições à circulação de vans serão ampliadas
Zona Sul agora ficará totalmente bloqueada aos veículos, além de Grajaú-Jacarepaguá e Furnas                                                                                                                     
RIO — Em uma nova etapa de controle do transporte alternativo, a partir do próximo sábado(25) deixarão de circular vans nos bairros de Laranjeiras, Cosme Velho, Flamengo, Catete e Glória, que haviam ficado fora do decreto de abril que restringiu a circulação desse tipo de veículo em 11 bairros. Com isso, toda a Zona Sul estará proibida a vans, a exceção de duas linhas. O delegado Cláudio Ferraz, que coordena a área de transporte complementar do Rio, anunciará nesta segunda-feira oficialmente as novas zonas de bloqueio, conforme antecipou o colunista do GLOBO Ancelmo Gois. Além desses bairros da Zona Sul, as vans deixarão de circular na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, na Estrada de Furnas (Alto da Boa Vista), e nos túneis da Covanca, na Linha Amarela, e da Grota Funda, na Zona Oeste.

Novas vans já circulam, Ferraz explicou que as novas restrições fazem parte de um pacote de ações para ordenar esse tipo de transporte enquanto o processo de licitação do Sistema de Transporte Público Local (STPL) não é concluído. A prefeitura anunciou que pretende reduzir a atual frota de 6 mil para 3.502 vans. O delegado, porém, não tem uma estimativa de quantas vans e kombis serão afetadas pelas novas medidas.

— Quando esse processo for concluído, possivelmente no fim de junho, as vans só poderão circular nos itinerários previstos na licitação. Enquanto isso, estamos nos antecipando e realizando esses bloqueios — explicou Ferraz, acrescentando que o objetivo é garantir que as vans funcionem efetivamente como um apoio a outros modais. — O transporte tem de ser complementar.

EM QUANTO ISSO, O PROCON FAZ SEU PAPEL, MOSTRANDO O QUE TODO CIDADÃO JÁ SABE NA PRÁTICA: 
1° - Não há ônibus suficiente para atender a população;
2° - Boa parte dos ônibus que circulam, estão fora das exigências do código nacional de trânsito. 

Em seis dias, Operação Roleta Russa lacra 225 ônibus no Rio
PUBLICIDADE
Em seis dias de Operação Roleta Russa, fiscais do Procon-RJ lacraram 225 ônibus no Rio de Janeiro. Esta madrugada foi realizada a sexta etapa da operação para vistoriar o estado de conservação dos ônibus que circulam na cidade, as documentações dos veículos e dos motoristas.  Agentes do Procon-RJ  vistoriaram cinco garagens de empresas na Baixada Fluminense e Zona Oeste, e 47 ônibus foram lacrados.
As empresas vistoriadas foram: Transmil, em Mesquita (16 ônibus lacrados), Evanil, em Nova Iguaçu (5 ônibus lacrados), Andorinha, em Campo Grande (11 ônibus lacrados), Algarve, em Campo Grande (8 ônibus lacrados) e Riorotas, em Campo Grande (7 ônibus lacrados). Os agentes puderam constatar irregularidades recorrentes de outras empresas, na Operação que foi realizada ao longo da semana passada. Pneus carecas, documentações vencidas, limpadores de parabrisa e alavancas de saída de emergência quebrados e a má utilização da rampa de acesso para cadeirantes por parte de motoristas foram os maiores problemas.
No primeiro dia da operação, quatro grandes empresas de ônibus - Paranapuan (Ilha do Governador), Estrela Azul (Vila Isabel), Transportes Vila Isabel (Grajaú) Jabour (CampoGrande)- foram autuadas e  22 coletivos que apresentaram irregularidades foram lacrados.
No segundo dia, outras quatro empresas da Zona Norte e de São Gonçalo foram vistoriadas. Trinta ônibus foram lacrados, e outros oito tiveram os problemas apresentados solucionados na hora.
O balanço final do terceiro dia de fiscalização, em empresas das zonas Oeste e Norte terminou com 38 ônibus autuados, sendo 22 lacrados. Os principais problemas encontrados pelos agentes foram a sujeira nos coletivos e a rampa de acesso para cadeirantes.
No quarto dia, em operação realizada em empresas de Duque de Caxias, 34 ônibus foram lacrados.
Na quinta etapa da operação, 70 ônibus foram lacrados nos municípios de Nilópolis, Mesquita e Nova Iguaçu.
 Veículos vistoriados que não apresentaram condições adequadas para o tráfego, foram interditados e permanecerão fora das ruas até que sejam regularizados.
Mandato: E até agora, nada aconteceu para reverter este massacre covarde da prefeitura do Rio aos trabalhadores do transporte alternativo complementar. 




4 comentários:

  1. isso e maldade o prefeito nao esta preocupado com o poquvo e sim a agradar os empresarrio de onibusque querem dinheiro e o povo que se dane na ilha do governador nao tem tranporte suficiente para o centro do rio mas como o filho dele nao usam tranporte publico so carro com motorista ele devia se preocupar com a saude que esta um caos as escola que nao tem professor suficiente e deixaros trabalhadores em paz vamos fazer alguma coisa urgente pois so vivo disso fazer uma passeata so de mulheres de topiqueiro e os filho deste que sobrevive disso

    ResponderExcluir
  2. isso e maldade o prefeito nao esta preocupado com o poquvo e sim a agradar os empresarrio de onibusque querem dinheiro e o povo que se dane na ilha do governador nao tem tranporte suficiente para o centro do rio mas como o filho dele nao usam tranporte publico so carro com motorista ele devia se preocupar com a saude que esta um caos as escola que nao tem professor suficiente e deixaros trabalhadores em paz vamos fazer alguma coisa urgente pois so vivo disso fazer uma passeata so de mulheres de topiqueiro e os filho deste que sobrevive disso

    ResponderExcluir
  3. nunca vi um prefeito jogar tao contra a população. esse prefeito esta louco. quero ver ele mandar os filhos dele pegar um ônibus lotado na hora do rush. ele é um corrupto. cade que ele gastou mandando fazer um banco imobiliário para os alunos da rede municipal?

    ResponderExcluir
  4. PEC 300 OU GREVE NACIONAL//////////////////////

    ResponderExcluir