sexta-feira, 31 de maio de 2013

Jornal inglês ataca Maracanã e vê Brasil "amaldiçoado por corrupção"

Justiça suspendeu amistoso de domingo, marcado para o Maracanã


O risco de suspensão do amistoso Brasil x Inglaterra, marcado para a tarde de domingo, foi bastante criticado pelo jornal inglês The Guardian. Em artigo publicado nesta quinta-feira em seu site, o diário não teve pudor de criticar os gastos e os atrasos nas obras para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, citando que o País convive com uma das piores corrupções e burocracias do planeta.
O jogo entre Brasil e Inglaterra havia sido suspenso pela Justiça na tarde desta quinta, após concessão de liminar da juíza Adriana Costa dos Santos, da 13ª Vara de Fazenda da Capital. A magistrada acatou o pedido feito pelo Ministério Público, que salientava o fato de o Maracanã não oferecer segurança para os torcedores que forem ao estádio. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o governo do Rio de Janeiro recorreram da decisão e a juíza revogou a liminar.
No entanto, o The Guardian não economizou nas críticas. "O País está humilhado e frustrado com os gastos excessivos e os atrasos que atormentam a realização da Copa de 2014", mencionou o jornal, relembrando que o Maracanã passou três anos em reformas, que custaram cerca de R$ 1 bilhão.
saiba mais
Justiça revoga liminar e libera Maracanã para Brasil x Inglaterra
Maracanã inicia semana de reabertura com área externa ainda em obras
"O Maracanã passou por luxuosas reformas, sugando quase R$ 2 bilhões dos cofres públicos e passando a impressão de que a nação abençoada com o mais vitorioso futebol está também amaldiçoada por uma das piores corrupções e burocracias", atacou o Guardian. Vale lembrar que o estádio carioca também passou por obras para receber os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007 – há seis anos, foram gastos cerca de R$ 300 milhões (valor da época, sem levar em consideração a inflação do período).
O jornal inglês ainda ressalta o fato de o Maracanã ter sido reinaugurado há apenas um mês, sendo que o prazo inicial era de que os reparos fossem concluídos em dezembro do ano passado. Na verdade, embora já tenha sido reaberto, o estádio sequer está 100% concluído e voltará a entrar em obras ao final da Copa das Confederações.
"Os problemas com o Maracanã são sintomas de uma causa mais ampla da preocupação sobre a realização da Copa no Brasil", cita o Guardian, que lembrou, ao longo do artigo, problemas e divergências que aconteceram em outras sedes para o torneio do ano que vem, como Salvador, Porto Alegre e São Paulo.

Fonte: Terra Esportes 


A opinião pública mundial já começa a se manifestar contra toda a sujeira que há por aqui. Realmente é humilhante para todos nós brasileiros a patente incompetência, principalmente do governo do nosso Estado, refletida no atraso das obras do maracanã. Chama também a atenção do mundo as poças de lama de corrupção, encontradas no entorno das relações escusas entre governo, empresas privadas, dentre outras possibilidades de depravações.Quem saberá? Quase 2 bilhões de reais já se foram, nosso dinheiro, nossa saúde, educação, dignidade, esvaindo-se pelos ralos dos canteiros de obra do Maracanã.
O MP vem tentando fazer a sua parte, mas não tem prevalecido diante de uma máquina tão poderosa quanto o Governo do Estado do Rio de Janeiro. Mais uma liminar caçada, mais uma derrota da Justiça.
Oremos a Deus para que nosso prejuízo e humilhação não sejam ainda maiores.


LULA TEM MUITO O QUE EXPLICAR.

Empreiteiras pagaram quase metade das viagens de Lula ao exterior


FERNANDO MELLO

FLÁVIA FOREQUE
DE BRASÍLIA

Quase metade das viagens internacionais feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após deixar o governo foi bancada por grandes empreiteiras com interesses nos países que ele visitou.

Todos eles ficam na América Latina e na África, de acordo com documentos oficiais obtidos pela Folha. As duas regiões foram prioridades da política externa do petista em seus dois mandatos.
A assessoria do ex-presidente diz que ele trabalha para promover "interesses da nação" e não das empresas que bancam suas atividades.
Mas políticos e empresários familiarizados com as andanças de Lula disseram à Folha que ele ajudou a alavancar interesses de gigantes como Camargo Corrêa, OAS e Odebrecht nesses lugares.
Um telegrama diplomático de novembro do ano passado, enviado ao Itamaraty pela embaixada do Brasil em Moçambique após uma visita de Lula, diz que ele ajudou empresas brasileiras a vencer resistências locais ao "associar seu prestígio" a elas.
Desde 2011, Lula visitou 30 países, dos quais 20 ficam na África e América Latina. As empreiteiras pagaram 13 dessas viagens. Na última terça-feira, Lula iniciou novo giro africano, começando pela Nigéria, e patrocinado por Odebrecht, OAS e Camargo.

Viagens de Lula ao exterior

 Ver em tamanho maior »
Divulgacao/Instituto Lula
AnteriorPróxima
O ex presidente Lula durante encontro com o chanceler turco Ahmet Davutoglu no Qatar
O Instituto Lula não informa os valores que recebe das empresas. Estimativas do mercado sugerem que uma palestra no exterior pode render a Lula R$ 300 mil, sem contar gastos com hospedagem, comida e transporte.
Os nomes dos financiadores das viagens de Lula aparecem nos telegramas diplomáticos obtidos pela Folha.
As empresas negam ter pago as viagens de Lula para que ele defendesse seus interesses.
Dois procuradores da República, um delegado federal, um juiz e dois advogados disseram à Folha que não há, a princípio, irregularidades nas viagens por não haver lei sobre a atuação de ex-presidentes.
Em novembro de 2012, Lula viajou para quatro países (África do Sul, Moçambique, Etiópia e Índia). Segundo nota divulgada pelo Instituto Lula na ocasião, o objetivo era a "cooperação em políticas públicas e ampliação das relações internacionais", mas o telegrama da embaixada brasileira deixa claro que o assunto da viagem era outro.
As duas primeiras paradas foram pagas pela Camargo Corrêa. Em Moçambique, a empresa participou das obras de uma mina de carvão explorada pela Vale, que meses antes fora alvo de protestos de centenas de famílias removidas pelo empreendimento.
Segundo o telegrama da embaixada brasileira que relatou ao Itamaraty a visita de Lula, o ex-presidente contribuiu para reduzir resistências que as empresas brasileiras enfrentam em Moçambique.
Editoria de Arte/Folhapress
"Ao associar seu prestígio às empresas que aqui operam, o ex-presidente Lula desenvolveu, aos olhos moçambicanos, compromisso com os resultados da atividade empresarial brasileira", escreveu a embaixadora Lígia Scherer.
Em agosto de 2011, Lula começou um tour latino-americano pela Bolívia, onde chegou "com sua comitiva em avião privado da OAS", como anotou o embaixador Marcel Biato em telegrama.
O primeiro compromisso foi um encontro com o presidente Evo Morales. Na época, protestos impediam a OAS de tocar uma rodovia de US$ 415 milhões. Foi um dos temas da conversa, dizem empresários da Bolívia que pedem sigilo.
La Paz cancelou o contrato, mas deu US$ 9,8 milhões como compensação à OAS.
Da Bolívia, ainda bancado pela OAS, Lula viajou para a Costa Rica, onde a empresa disputava uma obra de US$ 57 milhões. A OAS foi preterida após a imprensa local questionar o papel de Lula.
Após nove meses, a OAS ganhou a concessão da rodovia mais importante do país (negócio de US$ 500 milhões).

quinta-feira, 30 de maio de 2013

DEPUTADOS CONTESTAM DECISÃO SOBRE MARACANÃ

Grupo liderado por Clarissa Garotinho (PR) decidiu levar ao CNJ decisões da desembargadora Leila Mariano, que suspendeu liminares que impediam a concessão e a posterior assinatura do contrato de concessão do Complexo Esportivo do Maracanã à iniciativa privada

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil 
 
Rio de Janeiro – As decisões da presidenta do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargadora Leila Mariano, que suspendeu liminares que impediam a concessão e a posterior assinatura do contrato de concessão do Complexo Esportivo do Maracanã à iniciativa privada, poderão levar a magistrada ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Deputados estaduais, reunidos ontem (29) em audiência pública sobre a demolição do Parque Aquático Julio de Lamare e do Estádio de Atletismo Célio de Barros, decidiram levar o caso ao CNJ, o órgão do Judiciário encarregado de controlar a atuação administrativa e financeira dos demais órgãos daquele poder, bem como de supervisionar o cumprimento dos deveres funcionais dos juízes.
A deputada Clarissa Garotinho (PR) explicou que o objetivo é questionar a postura do Judiciário fluminense ao longo do processo. “Não só do Célio de Barros e do Júlio de Lamare, mas desde o Maracanã, quando o Ministério Público se posicionou [contra a concessão] e o Judiciário vem se utilizando do poder da presidenta, que é conferido a ela. Mas isso também tem que ter critérios, prestação de contas à população. Não pode a presidenta toda hora ficar dando uma canetada e derrubando liminares. [Vamos] ao CNJ questionar a postura que o Poder Judiciário do Rio de Janeiro vem adotando ante o caso de concessão do Maracanã e a demolição de espaços públicos”, disse a deputada.
Clarissa Garotinho disse que, ao longo da próxima semana, serão coletadas assinaturas de outros deputados, de diversos partidos, para reforçar o documento. A medida está sendo preparada em conjunto com o deputado Marcelo Freixo (Psol), também presente na audiência pública.
“O que nós queremos é levantar quantas vezes o estado provocou a presidência do TJ e ganhou a cassação da liminar, para saber se isso é regra ou não. Porque não é uma medida isolada. A partir do momento em que sempre que o Estado questiona ele derruba uma liminar, talvez isso mostre uma relação entre o Poder Judiciário e o Poder Executivo que não é de independência, o que é ruim. E acho que isso caberia ao CNJ analisar”, disse Freixo.
A presidenta do TJ foi procurada, por meio de sua assessoria, para se posicionar sobre o assunto. Porém, ressaltou que, como ainda não tomou conhecimento oficial da decisão, prefere não comentar sobre o assunto.
 
Edição: Fábio Massalli

quarta-feira, 29 de maio de 2013

CONTRA FOFOCA, TRABALHO !!

PROJETO DE LEI241/2013
            EMENTA:
            ACRESCENTA INCISO AO ART. 61 DA LEI Nº 691, DE 24 DE DEZEMBRO DE 1984 (CÓDIGO TRIBUTÁRIO DO MUNICÍPIO), COM A FINALIDADE DE ISENTAR DO IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE PREDIAL E TERRITORIAL URBANA (IPTU) CONTRIBUINTES REFORMADOS POR INVALIDEZ PELO CORPO DE BOMBEIROS E POLÍCIA MILITAR, NAS CONDIÇÕES QUE ESPECIFICA.
Autor(es): VEREADOR MARCIO GARCIA


A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO
D E C R E T A :
      Art. 1º O art. 61 da Lei nº 691, de 24 dezembro de 1984 (Código Tributário do Município), fica acrescido do seguinte inciso:“Art. 61 Estão isentos do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana:(NR)- o contribuinte militar do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, bem como da Guarda Municipal da cidade do Rio de Janeiro, titular exclusivo de um único imóvel utilizado para sua residência, inclusive o de que seja promitente comprador ou cessionário, que comprove haver sido aposentado ou reformado por invalidez, persistindo o direito à isenção após o seu falecimento, desde que a unidade continue a servir de residência ao cônjuge supérstite ou a filho menor;(...)(NR)”Art. 2º O Poder Executivo regulamentará esta Lei, no que couber, bem como adotará todas as medidas necessárias à consecução de seu objetivo.Art. 3º O benefício instituído por esta Lei entrará em vigor após o cumprimento, pelo Poder Executivo, das exigências do art. 14, da Lei Complementar nº101, sancionada pela Presidência da República em 4 de maio de 2000.Art. 4° Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Plenário Teotônio Villela, 14 de maio de 2013.


Vereador MARCIO GARCIA
Líder do PR

Comentamos: A equipe do Vereador Marcio Garcia, eleito pelo nosso movimento S.O.S Bombeiros, trabalha diuturnamente para honrar a confiança neles depositada com o seu mandato. Acima, expomos um dos seis projetos de lei por ele apresentado, que versa sobre a isenção do IPTU de bombeiros, policiais militares e guarda municipais aposentados ou reformados por acidente de serviço com residência no municipio do Rio de Janeiro.
 
Gabinete do vereador Marcio Garcia
 
Para os mais atentos, justificamos a ausência do companheiro LEAL por compromissos familiares. Todavia, ele é membro valoroso dessa equipe de trabalho, e CONTA COM A CONFIANÇA DE TODOS.
JUNTOS SOMOS FORTES !!!

Prefeitura do Rio autoriza aumento da passagem de ônibus

 - Atualizada às 


Também foi decretado o regime de tarifa única no sistema. Tarifa de R$ 2,95 começa a valer neste sábado


Rio - A prefeitura do Rio autorizou aumento de R$ 2,75 para R$ 2,95 na tarifa dos ônibus da cidade. O decreto, publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial, passa a valer a partir do próximo sábado, dia 1º de junho. Como o Informe do Dia adiantara, a nova tarifa passa a valer também para os ônibus comuns (não inclui os frescões) com ar condicionado, que também passarão a aceitar o Bilhete Único.
De acordo com a prefeitura, cinco milhões de passageiros por mês serão beneficiados com a adoção da tarifa básica nos ônibus urbanos com ar-condicionado, economizando até R$ 3 por dia. 
Hoje, há seis tarifas distintas de ônibus com ar-condicionado em vigor, variando entre R$ 2,85 e R$ 5,40, de acordo com o trajeto de cada linha. Apenas os ônibus rodoviários com ar-condicionado terão tarifa diferenciada.
O aumento estava previsto para janeiro passado, mas foi adiado a pedido do Ministério da Fazenda, preocupado com seu impacto na inflação. O atraso fez com que fosse levada em conta a variação de custos do setor também em 2013, o que fez a tarifa subir R$ 0,05 em relação ao valor anteriormente anunciado (R$ 2,90).


Fonte: O dia

É o povo mais uma vez pagando a conta...



terça-feira, 28 de maio de 2013

NÃO PERCA A OPORTUNIDADE !!!


Com a proximidade do segundo semestre e pensando no desenvolvimento dos bombeiros, policiais, guarda municipais e seus dependentes O MOVIMENTO S.O.S BOMBEIROS com apoio do vereador Marcio Garcia conseguiu agregar mais uma parceria de sucesso com as UNIVERSIDADES CANDIDO MENDES e SIMONSEN. Os curso serão ofertados em 8 (oito) unidades distribuídas em diferentes bairros do município do Rio de Janeiro (Padre Miguel, , Santa Cruz, Bangu, Guadalupe, Penha, Jacarepaguá, Ipanema e Centro). A parceria visa conceder bolsas de estudos de até 80% para estudantes da localidade e adjacências que estejam interessados em ingressar no ensino superior.
Os interessados deverão entrar em contato com o call center 2406-6464 da instituição para marcar o teste de admissão (redação), informando que a matricula será feita através do nosso convênio. Posteriormente, dirigir-se ao gabinete do vereador Marcio Garcia –Praça Floriano s\n⁰, Cinelândia 10⁰ \ 1004 - para retirar o ofício com o encaminhamento para matricula.

ESSES VALORES SÃO PARA MATRICULAS EFETUADAS ATÉ 31/05 E SERÃO VALIDAS PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2013.
Segue abaixo, as unidades de ensino com seus respectivos endereços e a tabela com os valores das bolsas de estudos.



CONVÊNIO SOS BOMBEIROS\MARCIO GARCIA COM CANDIDO MENDES E SIMONSEN
Unidade Simonsen - Padre Miguel
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Administração1056524Manhã449261
Ciencia Contábeis
Gestão EmpresárialNoite524284
Tec.em Análise e desenv. De Sistemas
Direito599Manhã524336
Vespertino449299
Noite599411
Engenharia de produção674Manhã599411
Noite674449
Geografia411Manhã344179
História
LetrasVespertino299156
Lic. em computação e informática
Serviço SocialNoite374201
Pedagogia*
Unidade Cândido Mendes - Penha
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Administração1056524Manhã449261
Ciencia ContábeisNoite524284
Direito599Manhã524336
Vespertino449299
Noite599411
Engenharia de produção674Manhã599411
Noite647449
Serviço Social411Manhã344179
Vespertino299156
Pedagogia*
Noite347201
Unidade Candido Mendes - Guadalupe
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Tecnólogo em estética e cosmética1056524Manhã449261
Segurança do TrabalhoNoite524284
Gestão de Qualidade
Direito599Manhã524336
Vespertino449299
Noite599411
Unidade Cândido Mendes - Bangu
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Engenharia de Produção1056674Manhã599411
Engenharia CivilVespertino524336
Noite674449
Unidade Cândido Mendes - Santa Cruz
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Administração1056524Manhã449261
Ciencia ContábeisNoite524284
Tecnólogo em estética e cosmética
Direito559Manhã524336
Vespertino449299
Noite599411
Engenharia de produção674Manhã599411
Engenharia CivilVespertino524336
Noite674449
História 411Manhã344179
LetrasVespertino299156
Noite374201
Pedagogia
Faculdades Integradas Jacarepaguá -
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Enfermagem1056749Manhã421340
833Noite523425
Educação Física629Manhã356288
699Noite446360
Gestão Ambiental549Noite304245
Turismo
Unidade Cândido Mendes - Ipanema
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Administração1056697Manhã627564
Ciencia ContábeisNoite
Direito1056Manhã950855
Vespertino739598
Noite950855
Comunicação Social697Noite697564
Gestão de RH641Manhã288233
Gestão ComercialVespertino255206
Gestão EmpresarialNoite333269
Marketing
Pedagogia534Vespertino255206
Letras (port/Ing - port/Lit)
História
Unidade Cândido Mendes - Centro
CursosInvestimento sem bolsa de estudosInvestimentos com bolsa de estudos da central de matriculasTurnosBolsa ECBConvênio S.O.S bombeiros
Engenharia de Produção1056674Manhã599411
Noite674