terça-feira, 16 de abril de 2013

CIDADE DO RIO DE JANEIRO VIRA UM CAOS SEM VANS NAS RUAS.

Protesto de motoristas de van ontem (15) na orla da cidade.

Durante toda a manhã de ONTEM, motoristas de vans e usuários fizeram uma manifestação pela Zona Sul do Rio. Eles protestavam contra a proibição da circulação do transporte na Zona Sul. O protesto começou na Praça Sibélius, na Gávea e seguiu pela orla, em direção à Copacabana.
Motoristas de vans fazem passeata na orla da Zona Sul | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia
A manifestação contou com cerca de 100 pessoas e seguiu pela Avenida Visconde de Albuquerque ocupando meia pista em direção à orla da Zona Sul, onde duas faixas foram interditadas. O trânsito ficou complicado na região desde o início da manhã e os reflexos chegavam até a Barra da Tijuca.
Houve princípio de tumulto em Copacabana entre os manifestantes e policiais do Batalhão de Choque. A Polícia Militar e a Guarda Municipal acompanharam o protesto. No início da tarde, os manifestantes chegaram a Botafogo e a Rua Dona Mariana chegou a ser interditada durante cerca de 30 minutos. 
Fonte: O DIA
       POPULAÇÃO SOFRENDO, HOJE (16)                  
 Passageiros lotam ponto de ônibus na Rocinha Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Passageiros lotam ponto de ônibus na Rocinha Gabriel de Paiva / Agência O Globo
RIO — No segundo dia de proibição de vans e kombis em 11 bairros da Zona Sul, passageiros reclamavam da demora dos coletivos nos pontos de ônibus próximos à Favela da Rocinha, que ficaram lotados. Depois dos transtornos provocados pela decisão, a prefeitura havia determinado que os consórcios operadores do sistema de ônibus urbanos aumentassem as linhas em até 80% a partir desta terça-feira. Na tarde de segunda, foi pedido reforço de 10% a 20% na frota. No entanto, a terapeuta Bruna Carvalho disse ter ficado 40 minutos esperando um ônibus para o Recreio na segunda-feira. Ela estava preocupada em ficar o mesmo tempo aguardando o transporte pelo segundo dia seguido.
— De van saía direto daqui da Rocinha para trabalhar no Recreio. Levava 30 minutos. O ônibus demora muito e preciso carregar uma bolsa pesada por conta do meu trabalho e quando o ônibus passa já chega aqui cheio. Uma solução que posso tentar é pegar dois ônibus: um até a Barra e outro até o Recreio — reclamou.
Fonte: O GLOBO


FILAS ENORMES NOS PONTOS DE ÔNIBUS



As longas filas que se formaram hoje nos pontos de ônibus pelos cerca de cem mil passageiros que utilizavam vans na Zona Sul do Rio de Janeiro levaram a prefeitura a determinar o aumento do reforço da frota de coletivos a partir das 17h, para dar conta da volta dos trabalhadores no horário de rush. A ordem foi de incrementar a quantidade de veículos em 10% a 20%.
Desde hoje, as vans estão proibidas de trafegar pela Zona Sul. Estima-se que 600 delas tenham sido atingidas pelo decreto baixado na semana passada. A partir de amanhã, a Secretaria de Transportes determinou que 19 linhas sejam reforçadas em até 80% em relação à frota normal.
Segundo o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osorio, o primeiro dia da operação não registrou impacto significativo no trânsito da Zona Sul:
- O trânsito fluiu bem no primeiro dia de restrições. Foram registradas interferências no acesso da Barra da Tijuca à Zona Sul por conta de manifestações. Para amanhã, a prefeitura determinou um aumento ainda maior na frota de algumas linhas de ônibus, com objetivo de garantir o conforto da população.
A Prefeitura do Rio também pediu novamente à concessionária Metrô Rio para que opere com capacidade máxima na Linha 1 e com seus ônibus de integração.
Fonte: Extra Online



MAIS MANIFESTAÇÕES, HOJE (16), NA ESCADARIA DA CÂMARA MUNICIPAL

Cerca de 600 motoristas são esperados nesta terça-feira (16) para um protesto contra a proibição da circulação de vans e kombis em 11 bairros da zona sul do Rio. A manifestação está marcada para às 14h na escadaria da Câmara Municipal, na Cinelândia, no centro.

Os condutores querem chamar a atenção para a importância do serviço prestado pelo transporte alternativo na cidade. Além disso, eles exigem a aplicação da lei que institui ao Serviço de Transporte Urbano Especial Complementar de Passageiros a integração dos veículos de baixa capacidade.
O Sindivans Rio (Sindicado das Vans do Rio) afirmou que a classe pretende ir ao Ministério Público para pedir que seja aberta uma ação para a derrubada da proibição. Durante o ato, também estarão presentes 27 vereadores que compõem uma Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Alternativo da Câmara Municipal.

Mandato: É lamentável todo este transtorno que a nossa cidade esta sofrendo, e mais uma vez quem paga a conta é a população, que sofre em filas intermináveis em pontos de ônibus. 
Já não temos um transporte modal de boa qualidade, e ainda se retira aquele que complementa e atende aos trabalhadores... é muita covardia. 

Os trabalhadores do transporte complementar podem contar com a nossa ajuda! Não ficaremos calados! Faremos o que for possível para reverter este quadro, a fim de chegar a uma medida razoável, que atenda aos interesses dos cidadãos fluminenses e trabalhadores.





2 comentários:

  1. Vereador Marcio Garcia,

    Vossa Senhoria demonstrou através de sua história ser um homem digno e de caráter. Sendo um Bombeiro Militar conhece os valores mais preciosos da vida! Agora, em luta dos desfavorecidos e oprimidos pelas políticas públicas de um sistema sem escrúpulo, espero que Vossa senhoria possa ajudar esta gente. Gente esta, que acorda todo dia 04:00h e chega em casa por volta de 21:00h, para sustentar a sua família. Estas pessoas são os motoristas de vans, cobradores, fiscais de linha e demais pessoas de apoio. Muitos empregos diretos e indiretos serão afetados por medidas com essas que estão acontecendo (proibição de circulação de vans). Temos, ainda, que lamentar o caos causado aos passageiros das vans. As vans fazem sucesso com os passageiros, mesmo com todas as linhas de ônibus existentes, porque cativamos nossos passageiros. Não existiria tal sucesso (1.800.000 mil passageiros/dia - 2º modal mais usado) se o transporte fosse inseguro, inadequado e incerto. Todos nós aprovamos modificações no sistema de transporte para possíveis melhorias, mas não um extermínio do nosso sistema, em prol de agradar setores minoritários poderosos do sistema de transporte de nossa cidade. A dobradinha CABRAL X PAES tem demonstrado um repúdio muito grande pela categoria do TEC. Se os mesmos acham que o problema é o crime organizado que paira sobre o sistema, porque ainda não tomaram suas providências ?!? Arrumar desculpas para acabar com o nosso sistema e beneficiar uma minoria ?!? Quem trabalha na van (motoristas) possuem os ofícios criminais em dia para trabalharem (conforme SMTR). Se o Estado não providencia a segurança, quem providenciará? Nós motoristas de vans somos culpados ? Se somos culpados e a regra é essa, o que falar dos políticos envolvidos em escândalos ou com crimes nas "costas" que andam, ainda, utilizando os cargos públicos! Não podemos generalizar, pois poderemos cometer injustiças e caluniações!
    Eu, resolvi realizar um desabafo, pois me sinto visto pela sociedade como um "miliciano", "bandido", "estuprador", ou qualquer outra característica imposta por essa prefeitura e algumas mídias, que até parecem que adam juntas em algum propósito no mínimo "estranho".
    O que queremos ?
    Queremos servi a população da melhor forma possível, com a formação de linhas de vans que possam atender melhor a todos e possa se integrar ao outros sistemas de transporte, sem tirar espaço de ninguém (outras empresas). Entenderemos se em algum lugar nós não possamos passar, mas com justificativa clara e consciente.
    Diante de tudo aqui exposto, espero que Vossa Senhoria Vereador Marcio Garcia, possa com ajuda de Deus e com apreciação dos nobres vereadores desta casa encontrar uma solução que possa atender a todos os interesses, principalmente da população. Entendo que exista saída para todos nós, pois o sistema de ônibus na cidade do Rio de Janeiro já conhecemos, não consegue resolver o problema da demanda da cidade, principalmente em certos lugares e horários.

    Abraços e um bom trabalho !!!
    Todos nós trabalhadores estamos confiantes no trabalho de vossa senhoria.

    Assinado por um motorista de van.

    ResponderExcluir
  2. e mesmo e porque vc não pega vam guando e greve de onibus eles assalta o povo cobra ate 20 reais a passagem eles não são santos assim não ta.

    ResponderExcluir