quarta-feira, 10 de abril de 2013

A revolta da Guarda Municipal do Rio



Fonte: Blog do Garotinho

MANDATO: Gostaria de esclarecer que não estamos nos posicionando contra  nenhum irmão policial, mas sim contra esta escravizante política de gratificações, a qual rejeitamos veementemente. A princípio, Policiais e Bombeiros precisam ser bem remunerados, depois disso, pode-se pensar em gratificar àqueles que por ventura exerçam alguma atividade específica. Do contrário, a gratificação funciona como moeda de ameaça,  caso o militar não cumpra os absurdos determinados pelos seus chefes, são transferidos sorrateiramente de suas unidades, perdendo assim a mísera gratificação, que já entrou em seu orçamento, desorganizando a vida familiar daquele militar. 

2 comentários:

  1. LAMENTÁVEL QUE AS FORÇAS DE SEGURANÇA PÚBLICA DA CIDADE COM O 2º MAIOR P.I.B DO BRASIL RECEBAM ESSA MISÉRIA. LAMENTÁVEL QUE ESTADO E MUNICÍPIO PARTILHAM DA MESMA FILOSOFIA DE TERCEIRIZAR O SERVIÇO PÚBLICO E ABANDONAR SEUS SERVIDORES. ESTAMOS FALANDO DO ESTADO QUE RECEBERÁ GRANDES EVENTOS NOS PRÓXIMOS ANOS.

    ResponderExcluir
  2. A comissão de direitos humanos da alerj esta recebendo denuncias referentes ao campo de concentraçaõ da iha do governador.

    ResponderExcluir