REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DECIDE PELO FIM DA ATUAL ASSOCIAÇÃO


Sábado, dia 16 de fevereiro de 2013, participamos de mais um encontro com nossos irmãos bombeiros  , desta vez para discutirmos o futuro da nossa prezada associação. Fui avisado com pouca antecedência da realização deste evento nesta data, uma vez que seu presidente (Daciolo) decidiu antecipar este encontro .
Mesmo diante de outros compromissos já agendados, não poderia perder a oportunidade de estar novamente com amigos tão leais e que tanto contribuíram  para o sucesso do nosso projeto, que na verdade está em andamento e em breve elegerá mais representantes bombeiros para o bem da nossa corporação.
Atento às propostas apresentadas pelos companheiros, percebi  haver um debate, que dividia opiniões acerca da extinção ou não da nossa já existente associação, com o argumento de renovar toda a diretoria constituída, uma vez que a atual diretoria é composta por bombeiros que foram excluídos da corporação pelas suas importantes contribuições em nossa luta por dignidade, e o fato de  alguns desses bombeiros excluídos me ajudarem informalmente em algumas funções de vereador no gabinete,  poderia prejudicar a imparcialidade destes ao avaliar a conduta do vereador. Concordei plenamente! Os diretores não precisam ser os bombeiros excluídos. Qualquer um pode ser. Mas precisa ser alguém que se identifique com a causa e seja identificado pelos bombeiros como um fiel defensor dos seus interesses.
Com o único interesse de agilizar o funcionamento da nossa tão sonhada associação, defendi a ideia de não deletá-la e sim construir uma solução alternativa, que preservasse a Associação existente e retirasse das mãos dos excluídos sua direção.
Confesso que fiquei um pouco inseguro  com o fato de sermos um grupo desfalcado naquele momento, para  tomar sérias decisões em uma assembléia onde podíamos constatar a ausência de pessoas  muito importantes, provavelmente pela mudança repentina da data do evento e a natural dificuldade da convocação via telefone de tantas pessoas para compor uma reunião dessa magnitude, porém a maioria presente decidiu continuar e assim concordei.
Então propus aos presentes que a atual associação fosse mantida, e que a partir de segunda feira iniciássemos o cadastramento dos associados para depois reunirmos uma Assembleia Geral, para nos termos do Estatuto, reformá-lo, reduzir o tempo de permanência da atual diretoria, e na sequência realizar a eleição conforme determina o estatuto que nós mesmo criamos, reduzindo assim em muitos meses o início da entrada em atividade da Associação. No período entre a presente data e da eleição da nova diretoria, uma diretoria provisoria substituiria informalmente os excluídos na gestão da Associação imediatamente.
Depois de uma democrática votação onde muitos argumentos relevantes foram levantados, dentre eles o pedido pessoal do nosso amigo Benevenuto, que apresentou questões pessoais e íntimas junto a alegação da inviabilidade de permanecer como nosso presidente, querendo assim ter seu nome desvinculado imediatamente de qualquer tipo de organização. Diante   destes fatos, a proposta apresentada por mim juntamente com alguns militares excluídos, que ocupam no "papel" a atual diretoria, não prevaleceu.
Desde já, gostaria de deixar claro que a partir de agora o que foi decidido pelo grupo é também a nossa bandeira, pois somos defensores de mecanismos democráticos como o que estamos construindo a cada reunião, onde o que é decidido pelo grupo passa a ser responsabilidade de todos. 
Esperamos agora as próximas reuniões, para depois das novas decisões, eu possa contribuir  percorrendo os quarteis, desta vez a fim de  associar os bombeiros, para assim construirmos uma associação forte para nos representar e defender nossos direitos. Esperamos que seja logo, pois a cada cada dia de inatividade da associação é mais um dia de afastamento da nossa dignidade e de retrocesso no nosso projeto de valorização do bombeiro.
Finalizando gostaria de deixar registrado meu agradecimento aos colegas que mesmo não concordando com minha sugestão, ouviram educadamente minhas ideias e respeitaram meu posicionamento em defesa da atual Associação e do início imediato de suas atividades já com sua nova diretoria.



Aproveitando a oportunidade fica aí nosso pedido! Dilma, receba o Daciolo!