sexta-feira, 30 de novembro de 2012

RJ: protesto contra aumento de passagem de ônibus reúne centenas

Cerca de 300 pessoas fizeram um protesto nesta quinta-feira, na Cinelândia, contra o aumento das passagens de ônibus no município do Rio de Janeiro. Apesar de desmentidos de Eduardo Paes, a previsão é de que a passagem aumente para R$ 3,05 em janeiro de 2013. Além disso, os manifestantes dizem lutar por um transporte 100% gratuito e de qualidade, passe livre para estudantes e o fim da dupla função(motoristas que também são cobradores). "São uma série de lutas que a juventude carioca está empreendendo contra a privatização da cidade, da venda da cidade para a Fetranspor, além do resort na reserva e a privatização do Maracanã também", disse Mariana Bruce, participante do Coletivo Resistência Popular Zona Oeste 2. Os manifestantes saíram da concentração, na Candelária, em direção à Cinelândia. Eles pararam por quatro vezes a movimentação na Avenida Rio Branco, que teve quatro pistas fechadas para o ato. Apesar da forte presença policial, não houve nenhum confronto entre polícia e manifestantes. Os manifestantes invadiram parte do palco que não havia sido desmontado após o ato "Veta Dilma", na segunda-feira, e picharam, com tinta vermelha, nas escadarias da Câmara Municipal, a seguinte frase: " Contra o aumento da passagem, rebelar-se é justo".

Fonte: http://m.terra.com.br/noticia?n=6343326&ei_pid=5538219

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Paes chama manifestações contrárias à demolição de escola de demagogia

Paula Bianchi Direto do Rio de Janeiro

 Eduardo Paes (PMDB), prefeito do Rio de Janeiro, classificou como "demagogia" as manifestações contrárias à demolição a Escola Municipal Friedenreich. A fim de garantir o funcionamento do colégio em 2013 o Ministério Público do Estado distribuiu nesta terça-feira uma Ação Civil Pública contra o município pedindo a antecipação da tutela.Para Paes, que participou nesta quarta-feira pela manhã do segundo encontro preparatório para a Jornada Mundial da Juventude, que irá acontecer em julho no Rio, a questão esta cercada de "desinformação" e a transferência do local da escola é positiva. "Escola não é prédio. São seus professores, a sua história e qualidade do ensino. A escola sai dali para um prédio em melhores condições. Paremos com tanta demagogia", ordenou.O prefeito disse ainda que a intervenção é necessária para melhorar a capacidade do Estádio do Maracanã de receber visitantes. "Não vamos requalificar o estádio para a Copa do Mundo, que vai ter cinco, seis jogos, mas para o carioca, que frequenta muito o Maracanã."De acordo com a ação, o Estado e Município não devem adotar qualquer medida que impeça, inviabilize, limite ou não dê o direito à educação na escola. Caso descumpram esta decisão, ambos deverão pagar uma multa diária de R$ 5 mil. A ação também exige que sejam iniciadas as providências para assegurar um local adequado para as instalações da escola para o ano letivo de 2014.A principal base para a ação foi um inquérito aberto em 2009 pelo MPRJ, no qual os representantes do Município e do Estado informaram que os serviços previstos nos contratos de elaboração e execução das obras do Maracanã não fariam qualquer intervenção na escola municipal. Esta informação foi confirmada pela Secretaria de Obras do Estado no dia 28 de agosto deste ano.

Ginasio do flamengo tinha equipamentos de seguraça contra incêndio?

O incêndio que atingiu um ginásio do Clube de Regatas do Flámengo, na Gávea, zona sul do Rio, na manhã desta quinta-feira (29), já foi controlado. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. Não houve vítimas. No comando das equipes que controlaram o fogo, o capitão-bombeiro José Carlos Constantino, do quartel da Gávea, disse que a origem das chamas só poderá ser determinada após a perícia. — A situação já foi totalmente controlada, não tivemos vítimas e as informações da causa somente a perícia poderá determinar. Os bombeiros vão isolar a área e o ginásio será avaliado por peritos, para descobrir as causas do incêndio. A estrutura do ginásio também será avaliada. O objetivo é saber se sofreu algum dano. Até as 10h, não havia informações sobre prejuízos e equipamentos que podem ter sido destruídos pelo fogo. Por volta das 9h, era possível ver uma enorme coluna de fumaça negra saindo pelo telhado do ginásio Claúdio Coutinho, usado para o treinamento dos atletas de ginástica. Dentro da instalação, há grande quantidade de material inflamável, como espuma e madeira. Bombeiros do quartel da Gávea  foram acionados e quatro viaturas foram deslocadas para combater as chamas. Devido ao incêndio, uma faixa de trânsito foi interditada na rua Gilberto Cardoso, onde os veículos do Corpo de Bombeiros estavam paradas às 9h47. Por causa do incidente, as atividades no clube foram suspensas. O ginásio que pegou fogo fica entre um campo de futebol e o Parque Aquático do clube rubro-negro.

Fonte: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/incendio-que-atingiu-ginasio-do-flamengo-e-controlado-20121129.html

Delegado rasga o verbo!

Delegado de policia se emociona e expõe sua frustração com a proteção do ordenamento aos menores infratores. 

O Brasil já está pedindo a muito tempo a redução da maioridade penal! O que os políticos estão esperando?

Militares realizam ato por realinhamento da tabela e carga horária

A Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas (ASSMAL) irá promover no mês de dezembro um ato público pela implantação da carga horária e aplicação do realinhamento da tabela de subsídio da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.O realinhamento da tabela de subsídio, que vem sendo discutido com representantes do Governo desde o início do ano, é uma das grandes preocupações da classe atualmente, já que, há uma disparidade nos salários de soldado a coronel.O presidente da ASSMAL, sargento Teobaldo de Almeida, informou que a tropa está inquieta devido à falta de resposta do Governo em realinhar a tabela de cabo a coronel. “Apenas os soldados foram beneficiados até o momento. Restam os demais postos e graduações. E isso tem gerando um desconforto na tropa, já que, os soldados estão recebendo quase o mesmo valor de um cabo. As lideranças militares apresentaram uma proposta ao Governo, mas foi descartada sob a alegação que ia de encontro à Lei de Responsabilidade Fiscal. Então estamos trabalhando para apresentar uma nova proposta e esperamos que seja boa para as partes”, disse o militar.Uma nova proposta do realinhamento será apresentada no dia 12 de dezembro ao secretário de Gestão Pública, Alexandre Lages.Já em relação à carga horária irregular dos militares, a categoria pede que seja fixada uma escala de trabalho de 36 horas semanais, pois a maioria dos policiais e bombeiros cumpre escalas de até 64 horas semanais e acaba sem tempo para o lazer com a família.Como argumento para a aplicação da carga horária, a categoria utiliza o artigo 7º da Constituição Federal, que garante a qualquer trabalhador urbano ou rural uma jornada de trabalho de no máximo 44 horas semanais.“A Constituição Federal é clara ao dizer que as leis do país, independente quais sejam elas, se submetem a todos. Os estatutos e regulamentos - em hipótese alguma - podem ferir alguns artigos da CF, tornando-se nulo qualquer regulamento, lei ou estatuto que o faça. Muitas ações negativas dos militares serão ligadas ao estresse e isto acaba refletindo na sociedade”, afirmou o presidente da ASSMAL, sargento Teobaldo de Almeida.A ASSMAL iniciou a luta pela implantação da carga horária em 2009. O presidente da entidade chegou a apresentar um projeto de lei a deputados estaduais e representantes do Governo de Alagoas. Por três anos, foram reuniões com o ex-deputado Paulão (PT), ex-secretários de Defesa Social, Paulo Rubim e Gestão Pública, Guilherme Lima, ex-comandante da PM, coronel Luciano Silva, subcomandante da PM, coronel Mário da Hora (quando ainda era Comandante do CPC), e o próprio Governador do Estado, Teotonio Vilela, mas até o momento o problema não foi resolvido.De acordo com sargento Teobaldo, a tropa está estressada e com problemas de saúde e familiar devido às escalas desumanas. “A tropa enfrenta uma carga horária muito pesada. Além dos dias de serviço, são obrigados a ‘esticar’ o plantão em dias de grandes eventos, como partidas de futebol. Isso é errado, pois a estão trabalhando além do que é permitido por lei e sem receber nada a mais nos contracheques pelas horas extras trabalhadas”, finalizou o militar.Fonte: Ascom ASSMAL

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Anistia de bombeiros e policiais militares está na pauta de amanhã

 
Garotinho discursa em frente à ALERJ durante vigília dos bombeiros
Garotinho discursa em frente à ALERJ durante vigília dos bombeiros


O meu projeto de lei nº 3.424/12, que "Concede anistia a policiais e bombeiros militares do Rio de Janeiro, punidos por participar de movimentos reivindicatórios", estava na pauta da Comissão de Segurança Pública na semana passada. Mas como não houve tempo para ser votado passou para a pauta da sessão de amanhã.

Embora não sendo membro titular dessa Comissão, como vice-líder do PR, farei uso da palavra para defender a anistia dos bombeiros e policiais militares do Rio de Janeiro, punidos covarde e arbitrariamente por Cabral, alguns sendo expulsos das corporações apenas porque defenderam o direito a um salário digno.

Muita gente já esqueceu a covardia feita com homens que passaram muitos anos arriscando a própria vida para defender, proteger e salvar a população. Isso não pode ficar assim. Tem que ser feita justiça.

Interio teor do projeto de lei: http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=970357&filename=PL+3424/2012
 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

UPP não acabou com o tráfico de drogas nas comunidades.


PRESIDENTE 'MAIS POBRE DO MUNDO' DIRIGE UM FUSCA E DOA 90% DO SALÁRIO


JOSÉ MUJICA, DO URUGUAI, LEVA UMA VIDA DE POUCO LUXO, MUITO DIFERENTE DO QUE SE PODERIA SE ESPERAR DE UM CHEFE DE ESTADO

José Mujica, presidente do Uruguai, com seu fusca 87 (Foto: Reprodução)
Aos 77 anos, o uruguaio José Mujica, presidente do Uruguai, é um ex-guerrilheiro tupamaro que passou 14 anos preso, a maioria durante a ditadura uruguaia (1973-1985). Ele vive em uma pequena chácara nos arredores de Montevidéu junto com sua esposa, a senadora Lucía Topolansky. Ali cultiva flores e hortaliças que vende nos mercados locais.
Quando não está realizando trabalhos oficiais, o chefe de Estado faz questão de dirigir o seu próprio carro, um fusca azul, de 1987, avaliado em pouco mais de US$ 1.000. Mujica dispensa empregados. Faz suas próprias compras no bairro onde vive e frequentemente é visto em restaurantes populares com seus colaboradores no entorno da sede do Governo, no centro de da capital uruguaia.
Seu salário, de US$ 12,5 mil mensais, não fica todo com ele. O presidente uruguaio fica com US$ 1.250 e doa 90% para a construção de casas populares. Segundo sua última declaração de renda, de abril passado, seu patrimônio e o de sua esposa somam cerca de US$ 212 mil. Eles possuem três terrenos, três tratores e dois carros de 1987."Se tenho poucas coisas, preciso de pouco para sustentá-las", disse recentemente em uma à BBC.
Por conta dessa vida frugal, Mujica é considerado 'o presidente mais pobre do mundo'. E agora é inspiração para um novo perfume. Martín Sastre pretende criar uma fragância com as flores que Mujica cultiva em sua chácara. Segundo o artista, as flores do presidente uruguaio guardam "a essência do autêntico luxo".
A ideia ainda não recebeu o sinal verde do presidente. Mas já tem até nome, "U from Uruguay", e anúncio publicitário. Sastre, artista audiovisual e diretor de cinema nascido em Montevidéu em 1976 e que mora em Madri, disse reconhecer Mujica como "ícone global por causa de sua filosofia de vida", por isso a intenção de criar o perfume.
Se o projeto for concretizado, a fragrância de "Pepe" (como o presidente é popularmente conhecido) seria vendida através de fundações públicas para arrecadar dinheiro e criar um fundo de fomento da produção artística.

Fonte; http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Vida/noticia/2012/11/presidente-mais-pobre-do-mundo-dirige-um-fusca-e-doa-90-do-salario.html

sábado, 24 de novembro de 2012

PRESIDENTE DO PR REUNE CANDIDATOS ELEITOS

Adequadamente abrigados no confortável auditório da Faculdade Bennett, os candidatos a Prefeito e vereadores eleitos do PR e partidos coligados no pleito municipal, tiveram oportunidade de ouvir do presidente do PR, o deputado federal Anthony Garotinho, os inquestionáveis avanços do Partido na recente eleição municipal.
Com um terço das prefeituras do Estado e mais de 1 milhão de votos de seus candidatos, a equipe do PR mostrou que está pronta para avançar nas eleições de 2014.
 
Todo o esforço foi reconhecido com a oferta de um diploma aos prefeitos e vereadores eleitos. Veja algumas fotos do evento abaixo:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

É BOMBEIRO NO LOCAL!



CBMERJ participará de etapa internacional de salvamento
Data: 23/11/2012 / Fonte: CBMERJ

Rio de Janeiro/RJ- O Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) foi convidado pela corporação de Santa Catarina para participar do IX Campeonato Sul-Americano de Salvamento Aquático. O evento acontece na Praia Central de Balneário Camboriú, entre os dias 28 de novembro e 02 de dezembro de 2012. O período ainda marca a realização do 11º Simpósio Brasileiro de Salvamento Aquático e da 7ª Feira de Artigos de Salvamento Aquático, que será sediada no Centro de Eventos de Itajaí. Estão inscritos 45 militares do CBMERJ, sendo 10 oficiais e 35 praças, que vão competir em provas específicas de natação e corrida, tais como resgate com pranchão, resgate com rescue-tube, corrida ao pé de pato e biathlon.

O treinamento para as provas já está em andamento e o responsável pelas atividades dos atletas é o major Paulo Costa, do 3ºGMar. "Iniciamos os treinamentos antes do II Campeonato Estadual de Salvamento Aquático do CBA-XI, onde obtivemos bons resultados. Pretendemos nesta competição não somente vencê-la, como também obtermos índices para o Campeonato Mundial de Salvamento Aquático, que será realizado na Alemanha. As modalidades são bem específicas, requerendo o aprimoramento de diversas valências físicas aliadas às técnicas de salvamento com e sem equipamentos. O treinamento está bem forte e faremos de tudo para trazer este título inédito para o CBMERJ", disse.

Em 2011, a corporação levou para a disputa cerca de 31 guarda-vidas, testando todas as habilidades de que um guarda-vidas necessita em sua atividade cotidiana. A competição ocorre anualmente e a equipe carioca obteve a segunda colocação geral por equipes no ano passado, quando reuniu 600 guarda-vidas, entre civis e militares, dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Maranhão, Acre, Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, além de países como Peru, Argentina, Portugal e Espanha.

FONTE: http://www.revistaemergencia.com.br/site/content/noticias/noticia_detalhe.php?id=A5jiA5yA


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Com o pior salário do mundo bombeiro do rio ganha Jogos Mundiais de Bombeiros. PARABÉNS!!!


Jogos Mundiais de Bombeiros: cabo nascido na Providência leva medalha de ouro em Sydney, Austrália

O cabo bombeiro Alexandre Fernandes exibe, no peito, as medalhas que ganhou em Sydney: ouro e prata
O cabo bombeiro Alexandre Fernandes exibe, no peito, as medalhas que ganhou em Sydney: ouro e prata Foto: Marcelo Theobald

Aos 15 anos, o ainda menino Alexandre resolveu que era hora de descer o Morro da Providência, onde nasceu e foi criado, para ganhar o mundo. Estava disposto a mudar sua vida e a de sua família. Determinado, não desistiu, e a recompensa veio 15 anos mais tarde. O hoje cabo Alexandre Fernandes é reconhecido mundialmente: é o melhor bombeiro do planeta. O cabo conquistou medalha de ouro nos Jogos Mundiais de Bombeiros, mês passado, em Sidney, Austrália.

Bombeiro há quatro anos, foi a primeira vez que Fernandes saiu do Rio. E a primeira parada foi do outro lado do mundo. Ele encarou prova de força, técnica e resistência para se consagrar o bombeiro mais completo do mundo, na categoria de 30 a 34 anos. Foi a estreia da corporação na disputa.
Alexandre Fernandes durante competição em Sydney
Alexandre Fernandes durante competição em Sydney Foto: Divulgação
— Eu vi que nasci para essas competições. A prova é sofrimento e dor, e vivi isso minha vida toda — assinala, orgulhoso da vitória.
Nascido e criado em comunidade, Alexandre quis fugir da vida que lhe apontavam: o crime. Com esforço, terminou o ensino médio num supletivo. Chegou a iniciar três cursos na faculdade, Letras, Educação Física e Matemática, mas não terminou nenhum. Aos 22 anos, resolveu ser gari da Comlurb. Mas não esqueceu do sonho de menino. Entre uma varredura e outra, estudava para ser bombeiro.
Alexandre Fernandes carregou, por 90 metros, duas mangueiras
Alexandre Fernandes carregou, por 90 metros, duas mangueiras Foto: Divulgação
— Comprei uns livros de Português e Matemática. Varria as ruas, me escondia atrás da caçamba de lixo e abria meus livros ali mesmo. No almoço, estudava também.
Foram dois anos nessa rotina. Na primeira vez que fez o concurso para os bombeiros, passou. Virou exemplo na Providência, onde mora com a família.
— É muito legal. Os meninos dizem que querem ser bombeiros também — conta, entusiasmado.
Alexandre (à esquerda) ao receber a medalha de ouro em Sydney


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/jogos-mundiais-de-bombeiros-cabo-nascido-na-providencia-leva-medalha-de-ouro-em-sydney-australia-6713590.html#ixzz2CnjwKwjg

LULA pode ter 9 milhões do seu patrimônio bloqueado e nenhum jornal publicou!


Ministério Público pede bloqueio de bens de Lula
O Ministério Público Federal (MPF) de Brasília pediu à justiça o bloqueio dos bens do ex-presidente Lula da Silva, a quem acusa de improbidade administrativa por ter usado verba pública com claro intento de promoção pessoal.


A ação interposta pelo MPF refere-se ao gasto desses quatro milhões de euros com a impressão e o envio pelo correio de mais de dez milhões de cartas enviadas pela Segurança Social a reformados entre Outubro e Dezembro de 2004, segundo ano do primeiro mandato de Lula.
A missiva avisava os reformados que um convênio estabelecido entre a Segurança Social e o até então desconhecido Banco BMG lhes permitia a partir de então pedirem empréstimos a juros baixos e sem qualquer burocracia àquela instituição bancária, com o desconto das parcelas sendo feito diretamente nas reformas.
 Até aí não haveria problema, não fossem dois detalhes, que chamaram a atenção dos promotores. O BMG, único banco privado a ser autorizado na altura a realizar esse tipo de empréstimo, conseguiu a autorização em menos de duas semanas, quando o normal seriam vários meses, e as cartas, simples correspondência informativa, eram assinadas por ninguém menos que o próprio presidente da República, algo nada comum para esse tipo de aviso.
Para o Ministério Público, não há dúvida de que Lula e o então ministro da Segurança Social, Amir Lando, que também assinou as cartas e é igualmente acusado na acção, usaram a correspondência para obterem promoção pessoal e lucro político e que a acção do presidente da República favoreceu a extrema rapidez com que o BMG conseguiu autorização para operar o negócio, desrespeitando as normas do mercado. A 13.ª Vara Federal, em Brasília, a quem a acção foi distribuída, ainda não se pronunciou sobre o pedido do MPF.
    Por:Domingos Grilo Serrinha, Correspondente no Brasil
    Fonte: 
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/internacional/mundo/ministerio-publico-pede-bloqueio-de-bens-de-lula


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

S.O.S BOMBEIROS: REINTEGRAÇÃO DOS 13 BOMBEIROS JÁ!: É ISSO...ANISITIA JÁ!

S.O.S BOMBEIROS: REINTEGRAÇÃO DOS 13 BOMBEIROS JÁ!: É ISSO...ANISITIA JÁ!: Anistia de bombeiros e policiais militares entra na pauta da Câmara Bombeiros e policiais militares em manifestação que ocorreu na p...

De Nova York, prefeito do rio pensa em responsabilizar secretario por viajar com empresario.

O prefeito Eduardo Paes disse ontem que se sentiu incomodado com a informação de que o secretário municipal de Urbanismo, Sérgio Dias, viajou ao exterior com despesas bancadas pela construtora Cowan. Paes, que soube da informação em Nova York, onde estava de folga com a família, não confirmou nem descartou se manterá Dias no cargo. Ele disse apenas que, no início de dezembro, pretende fazer uma reunião sobre as mudanças de governo. Na prefeitura, a Cowan integra o consórcio que venceu a licitação para operar os esgotos da Zona Oeste. - O Sérgio faz um belo trabalho, mas na vida pública não dá para viajar a expensas de ninguém – disse o prefeito. Paes considera este o primeiro episódio polêmico de Dias, já que ,quando foi fotografado em Paris com o governador Sérgio Cabral e o empreiteiro Fernando Cavendish, ele havia pago suas despesas. Sobre a possível saída de Cláudia Costin da Educação, ele disse que conversará com ela. Paes falou sobre as mudanças no encontro com os organizadores dos Jogos de Londres. Também presente na reunião, o secretário-chefe da Casa Civil do estado, Regis Fichtner, anunciou mudanças no edital de concessão do Maracanã por 35 anos. Os investimentos de responsabilidade da concessionária estão sendo reavaliados para incluir novos encargos. Na versão final , a empresa que vencer também terá que demolir o presídio da Quinta da Boa Vista com a sua transferência para o Complexo de Gericinó. E o estado decidiu arcar com os custos da transferência da Escola Municipal Frienderich do complexo esportivo para São Cristóvão. Esta semana, o governo divulgará os editais dos complexos do Parque Olímpico de Deodoro. Os recursos serão repassadas pelo Ministério do Esporte. Complexo de vira-lata para inglês ver Responsável pelas relações com a imprensa brasileira e internacional , o diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Carlos Villanova, disse ontem que os “brasileiros têm complexo de vira-latas”. A declaração foi feita em um evento no Rio que contou com integrantes da comissão do Comitê Olímpico Internacional (COI),. Eles participam de um seminário com organizadores dos Jogos Olímpicos de Londres, que estão repassando experiências para os colegas brasileiros. Ex-assessor internacional da Presidência da República, Villanova disse que apenas parafraseou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com quem trabalhou, ao responder a uma pergunta da El Motawakel, da comissão de coordenação dos Jogos. - Muitas vezes a imprensa internacional via melhorias no Brasil primeiro do que a brasileira. Os brasileiros cobrem bem os jogos, mas não os preparativos – disse.

Fonte: http://www.boainformacao.com.br/2012/11/cowan-paes-pode-tirar-dias-do-cargo/

sábado, 17 de novembro de 2012

Mais protestos contra as ações do Prefeito Eduardo Paes.

Jovens e ativistas protestam contra construção de hotel em área preservada

 
Jornal do BrasilIris Marini
 
O protesto de moradores e defensores do meio ambiente realizado na manhã deste sábado (17), contra a construção de um hotel em terreno que já pertenceu a Área de Proteção Ambiental da Reserva de Marapendi, na Barra da Tijuca, terminou em confronto com policiais, que tentavam reprimir a manifestação. Quando os participantes sentaram na Avenida Sernambetiba, impedindo a passagem dos carros, PMs jogaram spray de pimenta, atingindo adolescentes, mães, pais e até crianças que participavam do protesto.
O clima esquentou e os manifestantes - em torno de 300 -começaram a gritar palavras de ordem contra os policiais e o prefeito Eduardo Paes, chamado de "traidor" e "fascista". "Fora, Eduardo Paes!", "Desmatamento, não!", "Impeachment para Eduardo Paes!", gritavam os participantes, muitos lembrando que o prefeito teria prometido, antes das eleições, preservar regiões arborizadas na região.
Quase todo o público presente no protesto, que foi articulado principalmente pela rede social Facebook,era composto de jovens com idade na faixa dos 15 aos 25 anos. E um menor de 16 anos chegou a jogar areia em um policial, que o deteve e o levou para a viatura da polícia. O carro foi cercado pelos manifestantes e o pai do jovem acabou entrando dentro do carro para impedir que seu filho fosse encaminhado para a delegacia. Após alguns minutos, o menor acabou sendo liberado. "É a primeira vez que ele participa de um protesto. Ele errou, eu sei disso. Levou um susto que vai fazer com que repense como agir numa manifestação", admitiu o pai, que não quis se identificar.
Ágatha Anet, de 16 anos, uma das organizadoras da manifestação, estuda numa escola com hábitos sustentáveis na Barra que estimula os colegas. “É muito triste saber que estão derrubando árvores. O carioca está muito insatisfeito e sofre calado. Nossa motivação é ambiental e política. Queremos mais transparência também. Deu vontade de gritar o que pensamos, e conseguimos. Tenho certeza de que todos estão querendo fazer isso há um tempão. Isso não vai acabar. No dia 24 estamos aqui de novo”, conta a jovem.
 
 
Moradores questionam legalidade da construção
O advogado Bruno Miragaya, que também reside nas proximidades do terreno, entrou com uma representação no Ministério Público pedindo abertura de inquérito civil na 4º Promotoria de Tutela Coletiva e do Meio Ambiente. Ele está analisando a situação da construção do hotel Hyatt, pois segundo ele, deveria ter sido autorizada por um conselho da APA e pode ser que devesse ter sido discutida em audiência pública. “Estamos esperando dar andamento no inquérito para ver qual será a atitude do promotor”, disse ele.
“Qualquer estudante de direito sabe que uma lei municipal não pode derrubar uma lei estadual-federal. Houve um recurso em 2005, mas muito mal feito, e no Supremo não entraram no mérito dele, mantendo a legislação em vigor. É com base nisto que estão construindo, mas a lei é frontalmente institucional”, afirmou durante a manifestação o morador Edson Aires, do Condomínio Sunset Drive, que fica ao lado do terreno da construção. Durante o protesto, ele escreveu um cartaz ironizando a questão com os dizeres: “Lei municipal maior que a estadual e a federal”.
“Não há dúvida de que uma lei municipal que altera parâmetros estaduais não tem efeito. Se conseguirmos provar que essa lei é inconstitucional e que não poderia ser aprovada a Eia/Rima (Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental), que verifica todo o impacto do entorno, já que nunca seria aprovada uma Eia/Rima com esse trânsito impraticável daqui, que já afeta a população, conseguiremos paralisar estas obras”, complementa.
Edson estranhou a visita e explicação de engenheiros no seu prédio: “Causou-me muita espécie ver uma equipe no meu prédio justificar essa obra trazendo 16 engenheiros e dois ambientalistas, um representante do Hyatt que não falava português, fazendo com que não pudesse responder nada do que perguntássemos A meu ver, houve uma preocupação em justificar uma coisa que a gente sente que é ilegal. E a derrubada de repente, correndo, fechando tudo, só reforça a ideia. Além disso, o prefeito do Rio, três dias depois de reeleito, fez uma relação de 73 itens que ele não iria permitir. Um deles era a construção de apart hotel. E 15 dias depois autoriza?“, questiona.
Abílio Fernandes, que preside a Federação do Surf do Rio de Janeiro, espera que o prefeito se sensibilize com a manifestação, como antes. “Ele já participou de um protesto assim antes. Em 2005, o vereador Guaraná mandou carta para o então prefeito Cesar Maia pedindo o veto de mudança no gabarito dessa área, que foi vetada por ele, mas mesmo assim a alteração foi aprovada”, contou.
Devastação é ameaça ao bioma, segundo especialista
O biólogo e ativista ambiental Marcello Mello afirma que o espírito olímpico está comprometido devido à parceria público-privada e empreiteiros. “A reserva da Barra da Tijuca é um patrimônio do Rio e do Brasil, que é preservada há muito tempo. Esta floresta em destruição é um bioma da Mata Atlântica, um dos mais ameaçados do mundo, diferente do Amazônico, que está bem preservado. Nossos administradores públicos não estão preocupados com a preservação desta área do Marapendi. Querem poder e, para isso, precisam de financiamento de grandes empresas. Já as detentoras de poder financeiro são empreiteiras que representam os hotéis internacionais. Eles veem a Mata Atlântica como um obstáculo que deve ser devastado para construírem seus empreendimentos”, alerta o biólogo.
Para Marcello, o poder público deveria defender as florestas para o futuro de seus próprios filhos. “Estão usando a floresta como moeda corrente, e isso é um crime. A população carioca, que se preocupa em preservar a natureza, se reúne porque foi traída por políticos que venceram as eleições comprando outros partidos e com parceria com empreiteiros enganando o povo. Tivemos neste ano o Rio+20, evento de conscientização internacional ambiental, mostrando que temos preocupação com o planeta e a preservação dos recursos naturais, que são destruídos por conta da ganância. Infelizmente, conseguiram construir mais a frente um empreendimento de sapê, que não conseguimos impedir, mas este terreno também é uma APA, que abriga espécies da fauna e da flora, raras e ameaçadas”, conclui.
Jovens reivindicam em defesa do ambiente
Jovens reivindicam em defesa do ambiente
Júlia Conde, 13 anos e Betina Moraes, de 14, moram no Jardim Oceânico. Elas percorreram o aglomerado de pessoas na manifestação recolhendo assinaturas para serem entregues à Prefeitura do Rio. “É lamentável destruir a natureza preservada aqui para construir um resort. Nós frequentamos muito pouco aqui, mas fizemos questão de ajudar. Estamos fazendo de tudo na tentativa de impedir esta construção para que a área continue protegida”, disseram.
Um profissional responsável pela limpeza do terreno, que prefere omitir seu nome, falou da desorientação dos animais na devastação da área: “Quando começaram a cortar as árvores os bichos não tiveram para onde correr”, revela. Já João Ricci, que reside no Alfabarra, que fica perto dali, contou que uma capivara foi vista próxima ao restaurante Barril 8000.
A rede Hyatt alega que o projeto de construção do hotel “foi aprovado obedecendo rigorosamente a normas urbanísticas e ambientais previstas na legislação. E que há um Plano Básico Ambiental, com o objetivo de orientar, acompanhar e adequar a implementação e o atendimento aos compromissos assumidos pelo empreendedor e exigidos pelos órgãos ambientais municipal e estadual para a obtenção de suas licenças”.
Empreendimento
Antes verde, o terreno de 45 mil m² dará lugar a um empreendimento da rede norte-americana Hyatt, com 436 apartamentos, além de dois prédios residenciais. Na quinta-feira (15), fotos de árvores sendo derrubadas no terreno começaram a circular pelas redes sociais e provocaram a ira de muitos cariocas.
Um engenheiro do projeto, que não quis se identificar, disse ao Jornal do Brasil, na tarde de ontem (16), que o terreno foi dividido em três zonas: Zona de Ocupação Controlada(ZOC), Zona de Conservação da Vida Silvestre (ZCVS) e Zona de Proteção da Vida Silvestre (ZPVS). As edificações serão limitadas a ZOC, na ZCVS serão feitas pequenas intervenções além da recuperação da vegetação nativa, e na Zona de Proteção nada será feito. “Constatamos algumas amendoeiras e outras espécies que não são nativas daqui. Tudo isso será recuperado”, disse. A equipe responsável pelas avaliações de impacto ambiental é gerenciada pelo biólogo Mário Moscatelli.